segunda-feira, 10 de novembro de 2008

ONE



Tão só como o coprinus barbudo que nasceu ao pé do castanheiro da india, a meia, solitária na sua bota, já percorreu um longo caminho.

3 comentários:

Virgínia disse...

Lindas, a meia e a bota!!
Abraço para toda a família*

Vermelho morango disse...

tão inspirador. sabe tão bem...

Vermelho morango disse...

podes um dia ensinar-me a trabalhar com as 5 agulhas?