quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Rádio

A rádio

Tudo se torna tão longe e distante.
A feira é o marco do passado recente, onde sobretudo conheci pessoas encantadoras que sem querer, deram um outro ânimo à baixa das vendas.

Ligo o rádio maquinalmente.
Lá fora não se ouve praticamente nada. Apanho as emissoras nacionais, outras locais. Queria ouvir aquelas que durante três dias me encheram de saber, tanto a nivel nacional como internacional.

Tudo se torna tão longe e distante.
Sou informada dos engarrafamentos, das IC's, das A's e outras tantas... dos accidentes ali e além.

Pela janela, vejo o tractor passar, a carrinha do peixe parar e buzinar para chamar freguês.
E passa o pastor com o seu rebanho de ovelhas.

Liguei o rádio para me sentir mais próxima daquilo que me distancia.

...

Partilhar coisas como Les Happy Vintage.

4 comentários:

buebau disse...

A distância é grande, mas de há uns tempos para cá, ando com uma vontade tão grande de me mudar para um sítio onde o tractor passa, a carrinha do peixe para e buzina para chamar freguês... e não é pelo trânsito dos ICs e das As (que não as apanho). Mas anda aqui um bichinho... qualquer dia, quem sabe...
O teu rádio é fantástico e o caretiro deve ir a caminho :)
beijocas

Virgínia disse...

Ao mesmo tempo tenho-te ainda muito presente. O tempo passou a correr, e tema de conversa não nos falta... Gostámos todos muito de ti. :)

Vermelho morango disse...

cores lindas.

vera disse...

eu também estou longe de muitas coisas ...
gostei muito de conhecer o trabalho da claire basler ! uma maravilha !
e hoje usei a tua tête de négre :-)