quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

O burro







Como todos os anos, na noite de Natal, a J. vai querer deixar uma cenoura ao pé da árvore para dar ao burro. Também estará um cálice de vinho do Porto para o Pai Natal.
Por razões de marketing, o trenó puxado pelas renas virá substituir a volta que o Pai Natal costumava dar com o seu burro, tal como o seu compadre o S. Nicolau.

Em casa, gostamos da versão mais antiga. O burro não é tão veloz e é por isso que as crianças não chegam a vê-lo, de tal maneira que ainda hoje, as prendas só serão vistas na madrugada do dia 25.

A J. ainda acredita no Pai Natal. Na carta dirigida a ele, ela pede como todos os anos, um burro. Encontramos um aqui ainda antes de saber que viria a conhecer a Rita.
Quanto a este livro, recomenda-se. Além de excelentes fotografias e iconografias documentais, o livro divide-se em 5 partes, homenageando o quadrúpede.





Mémoires des Ânes & des Mulets
Gérard Rossini
Editions Équinoxe, 2003

13 comentários:

Rosa Pomar disse...

Que lindas imagens. Olha este outro burrinho tão lindo: http://loja.avidaportuguesa.com/pt/catalogo/vidaportuguesa/utilidades/burro-de-lata

rita pinheiro disse...

:D
Como eu a entendo.
Que livro fantástico!!

Bichos da Matos disse...

O burro é um dos meus bichos preferidos e esse livro parece muito interessante! Ao olhar para a fotografia da menina com o burro lembrei-me de uma fotografia que o meu pai me tirou em cima de um burro a descer uns socalcos no Douro, foram uma férias inesquecíveis:)

Virgínia disse...

Ahh.. vais dar-lhe o burrinho! Que bom! Ela vai adorar! Eu também adoro burros, são tão doces....

Um grande abraço a todos***

Caterine disse...

quelles belles sources d'inspiration. j'aime beaucoup! merci de les partager.

vera disse...

ah que saudades dos burros no burkina, ate o camiao do lixo nao era camiao, era uma carroca puxada por um burro ...

rafaela teves disse...

Ela de certeza que adorará "Platero e Eu"...

(http://www.livrosdobrasil.com/livro_detail.php?ART_ID=905)

Maria disse...

O meu marido também ainda acredita no Pai Natal, e a minha sogra também.
:)

♥ tm disse...

que prenda tão linda....
Ela vai ficar maravilhada...
:)

Sílvia disse...

Olá! Que ilustrações fabulosas tem o livro. O meu avô tinha um burro. Eu dava-lhe cenouras à mão. Era animal de trabalho. Recordo andar de carroça, eu a conduzir o burro, o meu avô a dar ordens: "Faz assim"; "Faz assado".
Beijinhos

ange porte 33 disse...

Les illustrations sont magnifiques et le petit âne en tissu est adorable !

Kickcan and Conkers disse...

j'adore l'âne en tissu. C'est votre création?

Graça Paz disse...

Esses burros são muito bonitos ,alias todo o burro tem uma certa magia não é??Adoro o que escreves,porque é CHEIO de sentimento!Um grande beijinho e BOM ANO!...Depois quero falar contigo para te fazer uma proposta de trabalho ,mas para isso envio um emais*

Um bj

Graça