quarta-feira, 10 de março de 2010

O ferrador





É uma profissão de desgaste e há cada vez menos ferradores. É uma arte que tem vindo a perder adeptos.
Percorre o país de lés a lés.
Esteve cá hoje e voltará dentro dum mês. O casco do cavalo cresce em permanência e precisa de ser aparado.













E se o ferrador levou muitos coices ao longo da sua carreira, hoje a J. ficou com a marca da ferradura no pé. Coitadinha!

12 comentários:

By Deva disse...

O tempo vai apagando muitas das coisas bonitas que outrora eram banais. Que será feito dos amoladores e do som das suas bonitas gaitas...?

Bichos da Matos disse...

Que bela série de fotografias! Tens cavalos?

Ana V. disse...

Espero que o pé da J. não demore a ficar operacional, um beijo para ela.

Há profissões que sobrevivem graças à carolice de poucos!

vera disse...

Gosto destas tuas reportagens !
o cavalo é vosso ? dão passeios pela serra ? que bom !
saudades dos nossos passeios na savana ... aqui estamos à espera do degelo para sair

maman xuxudidi disse...

Os cavalos não são nossos Catarina. Mas damos sim Vera, lindos passeios pelas serras. Aliás a paisagem é propícia a um tursimo verde. Deva, uma outra profissão que vai desaparecendo é o "palfrenier". Se encontrasse um, sem dúvida teria cavalos:)

Vermelho morango disse...

Por aqui uma vez ou duas por ano, houvesse o amolador. Aqule assobio transporta-me logo para a infância e faz-me correr para a janela como fazia antes.
Ju...! Ralhaste ao cavalo? É preciso ter uma conversa séria com ele!!
Quanto às fotografias...lindas!
reportagem fotografica pura! Nem precisava de mais nada. :)

maman xuxudidi disse...

Nem lhe deu tempo para ralhar com o cavalo coitada! Tem o pé num estado lastimável. A Ju. percisaria dos teus miminhos Sílvia.
Bem hajas Ana V.

Arlinda disse...

Coitadinha da J.
Pisarem-nos os calos não já não é muito agradável, mas por um cavalo é de por os cabelos em pé.

Um grande abraço para ela.

explodingcucumber disse...

Quando eu não estava bem a minha mãe costumava dizer-me "Quem me dera poder ter as tuas dores". Agora compreendo-a. A pior coisa do mundo é ver que os nossos filhos não estão bem.
As melhoras da pequena.

Rosália disse...

Gostaria de deixar um grande beijinho de consolo para a Ju e dizer-lhe que daqui a certamente pouquito tempo já estará boa para saltitar outra vez...
Aproveito para enviar beijinhos para todas as meninas, mãe incluida.

Rosália disse...

Um grande beijinho de consolo para a Ju!
Um cavalo é bem pesado...
Beijinhos para todas as meninas, mãe incluida.

patrícia disse...

que reportagem fantástica. gosto mesmo muito das fotografias.