terça-feira, 27 de abril de 2010

A vassoura de milho







No dia em que viemos definitivamente morar para a nossa casa, uma vizinha ofereceu-nos uma vassoura de milho.
Recordo-me receber a vassoura nas mãos, tão espantada pela simplicidade e beleza do objecto e do gesto.
Não voltei a ver igual à minha.
As ramas foram atadas com arame, mas soube agora, passado tantos anos, que há ainda quem as faça, amarrando com vime, após ter ripado e seco a palha para as vender no Porto.
Consegui um bom punhado de milho bravo da família do sorgo (sorghum).
Foram agora semeadas. E quem sabe, talvez venha a ter uma nova vassoura para o próximo Inverno!

...

Enquanto não tricotar os respectivos pares, vou andar assim!

6 comentários:

sonia sapinho disse...

para mim esse par está perfeito!

Cláudia disse...

mais umas deliciosas fotografias, na cor, nas texturas e no conteúdo.
bj
cláudia

saloia disse...

que linda a vassoura e as meias :)
o meu pai faz vassouras de giesta quando estamos na aldeia....

*Mary

Ana V. disse...

Eu estou de acordo com a Sónia, gosto deste par assim! estão lindas.

inês nogueira disse...

as tuas fotografias estão cada vez mais bonitas.
e adoro as meias :)

By Deva disse...

As palavras e as fotografias, tudo numa simbiose perfeita!