quinta-feira, 22 de outubro de 2009

La couette





Não sei traduzir o nome. Não é um edredom porque não é alcochoado, mas tem penugens de ganso enfiadas num imenso quadrado que lembra o volume dum "pouf".
A "couette" era muito usada em França, sobretudo no campo. O lugar dela era da cintura para baixo por cima dos lençóis e cobertores. Caíu em desuso nos meados do Século XX. O edredom veio revolucionar os hábitos e facilitar a vida na arte de saber fazer as camas.
A "couette" tem uma capa. Esta foi feita pela minha mãe, nos anos 70. A ideia veio daqui.

Abri as portas do sotão. Arrumou-se a roupa de Verão, tirou-se a roupa de Inverno. A "couette" arrejou. Há que fazer o inventário para melhor nos defendermos do frio da Serra.

Comecei umas meias em jacquard inspirada na revista 100 Idées, com umas lãs compradas aqui.

9 comentários:

rosário albuquerque disse...

que giro Diane! a minha mãe tinha uma colecção enorme de revistas antigas... mas deitou tudo fora há uns anos :( lembro-me de umas coisas desse género porque ela sempre teve ideia de fazer...

Vermelho morango disse...

Sim gosto muito da "couette. Sabes que gosto.
Ainda não tive coragem de fazer a troca de roupas... é incorrecto dizer que ainda não me apeteceu? Será por isso que dois cá de casa estão bastante constipados? :DD

Bichos da Matos disse...

Uau!Esse gato é um sortudo;)

Celeste disse...

A couette é linda, penso que é a que está agora na cama da Ju.
Adorei as meias em jacquard. Lindas, lindas! Com elas, não há frio que resista...

Owl_mania disse...

adorei a "couette"... linda mesmo!

ana_didi disse...

Acho linda a forma carinhosa com que você fala dos objetos como essa couette. E essa primeira foto ficou um espetáculo.
Sempre venho aqui ler seu blog, e sempre encontro motivos para sorrir e me alegrar.

Virgínia disse...

Tudo inspirador :)

patrícia disse...

ai que vontade de triccotar :)

Eco-quinta Nemus disse...

Adorei a couette!:)