sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

???



As minhas filhas fizeram o meu retrato a três mãos.
Elas vêm-me assim.
E vocês, como me vêm a mim?
O que é que Xuxudidi et plus encore vos sugere?

19 comentários:

ritacor disse...

uma mulher criativa e cheia de talento!
:)

Caterine disse...

J'ai l'impression que tu es quelqu'un de très chaleureux. Les pieds bien ancré dans la terre, dans les différents lieux et pays auxquels tu es attachée. peux soucieuse des modes mais de ce qui te plaît, toi, profondément. à l'écoute de toi et des tiens...
tout ça ce sont des impressions, ce que j'ai cru saisir de toi à travers tes images, tes mots, nos échanges de courrier... je dirais une belle personne.

Z disse...

Antes era só uma sensação de bem estar... mas agora que te conheço mesmo, é mesmo "aquele abraço"

:)
não sei desenhar, senão tambem faria o teu retrato!

Marta Mendes disse...

no desenho que tenho de ti na minha cabeça és alguém que aprecia a tradição e as raízes do que te rodeia, alguém que fotografa com o coração o mundo à sua volta e, sobretudo, uma mulher talentosa e uma mãe linda

Virgínia disse...

um mundo inteiro, uma montanha por escalar, um horizonte sempre brilhante, um sorriso sempre, sempre :)

(Diane, tentei comentar no facebook mas não tenho autorização para escrever na tua wall...)

Elsa Castelo disse...

Não sei, mas tinha-te imaginado com cabelos castanhos terra :)

Brikebrok disse...

fui vendo "pedaços" de ti e vou fazendo o puzzle : imagino-te altíssima, com uma voz grave, um estilo romântico, um pouco agnes b. ...
quanto ao resto é fácil : mãos habilidosas e uma alma super-sensívle ! :-)

Owl_mania disse...

É doçura, criatividade, sensibilidade!
Acho-te mágica!
Fazes-me bem!
És a minha "querida Diane"!

flor-de-vento disse...

linda e talentosa :)

Wicca disse...

Xuxudidi et plus encore, sugere-me uma pessoa criativa, cheia de amor à arte, com peças muito bonitas e cheias de amor.

Diane sugere-me uma Maman cheia de amor para dar, uma mulher com uma história de vida maravilhosa e muito respeito pelas raízes das coisas, por todos os seres vivos e pela natureza-mãe.

Je t'adore Maman Didi

Ana V. disse...

Para mim a cor dos olhos ou a cor do cabelo nunca são muito importantes mas a cor da alma, essa sim é a que me fica na memória.

Pelo que li nos teus textos e o que vi através da objectiva da máquina fotográfica, és uma mulher culta, inteligente, com um sentido estético apurado, perfeccionista e organizada.

Ama a terra e as coisas que ela te dá,uma mulher para quem as tradições são objecto a preservar.

Uma mulher para quem a Família é o centro do Universo,e que tem na educação das 3 filhas uma meta a atingir.

Se és bela por dentro, por fora não podes deixar de sê-lo.

umademim disse...

fisicamente: alta psicologicamente: doce

sonia sapinho disse...

Serenidade madura.

Eva Lima disse...

Linda, de certeza!

ana_didi disse...

Antes de tudo: doce. Circunspecta e grave, culta e dedicada. E que realiza trabalhos delicados e belos.
É a impressão que me passa a pessoa que faz esse blog delicioso :)

Vermelho morango disse...

Ás vezes as palavras parecem-me redutoras e discriminatórias por isso mais do que algo que eu possa dizer, o que tu me passas está dentro do abraço que brevemente te vou dar. nele eu confio.

Maria disse...

Com um colo enorme onde se sentam as três filhas ao mesmo tempo.
:)

Obrigada pelo comentário deixado no blog.

sofiab disse...

Passo aqui há pouco tempo, mas leio sempre o que vejo, adoro a tua escrita e a atenção que dás à cultura de Portugal que apimentas deliciosamente com a tua própria maneira de ver e de ser. Tens um gosto irrepreensível e umas mãos mágicas, daquelas que fazem coisas lindas. Deves fazer um esforço grande para escreveres tão bem em português, o que eu admiro bastante. Fico sempre com saudades do meu país quando te leio, é um bom sentimento. :-) És uma mulher muito bonita.

Bichos da Matos disse...

Obrigada Diane pelo teu elogio, sabes que depois de ter lido este teu post pensei em incluir-te na minha lista dos 7, seria uma espécie de complemento! mas não tive coragem porque sou uma seguidora um pouco slienciosa do teu trabalho. Talvez devesse tê-lo feito;) E talvez não seja por acaso concordo com o que disseram as minhas queridas Vera e Sílvia!